Rotas de sonho: Galiza
Novidades

Rotas de sonho: Galiza

Ribeira Sacra é o nome de uma pequena região da Galiza. Os rios Minho e Sil escavaram aqui gargantas com uma profundidade até 500 metros nas montanhas. Uma experiência para viajantes em autocarros de turismo – um desafio para condutores e veículos. 

A condução pelo estreito desfiladeiro do rio Sil no noroeste de Espanha exige perícia, potência do motor e uma boa tecnologia em matéria de travões e chassis. 

Nuvens negras tornam-se mais densas, bancos de nevoeiro sobem pelas encostas íngremes do desfiladeiro, conferindo um toque de dramatismo à impressão já de si deslumbrante, que os viajantes têm quando olham pela primeira vez para o desfiladeiro de Sil no extremo noroeste da Península Ibérica. As faces da rocha erguem-se quase na vertical à esquerda e à direita do vale do rio. São precisamente estas íngremes encostas que estão entre as mais antigas regiões vinícolas de Espanha. "Ouro do Sil" era o nome que os Romanos davam ao vinho que cultivavam aqui, num trabalho árduo e artesanal, em pequenos socalcos. Até hoje, os viticultores galegos cultivam aqui o apreciado "Amandi" – atraindo cada vez mais visitantes para esta paisagem que, de resto, é bastante árida. 

A operadora de autocarros turísticos Autos Rico, oriunda de La Coruña, 150 quilómetros a Norte, traz regularmente visitantes à Ribeira Sacra, nome que os Galegos dão à região à volta dos rios Minho e Sil. Uma excursão de um dia, da costa com paisagens espetaculares, vistas deslumbrantes e um passeio descontraído de barco pelos estreitos desfiladeiros – e missões especiais para os condutores dos autocarros de turismo. 

O percurso até à pequena cidade de Monforte de Lemos é para Angel, o nosso condutor ao volante do Mercedes-Benz Tourismo com apenas alguns meses, tão descontraída como para os seus passageiros. Mas logo pouco depois, as estreitas estradas nacionais exigem toda a sua atenção. Percorrem campos e pastos, passam por pequenas quintas, cujo principal rendimento provém da criação de gado bovino. Tanto melhor, que não haja muito trânsito por estas paragens, pois os veículos em sentido contrário obrigam sistematicamente a abrandar e a desviar para a berma à direita da via. 

O verdadeiro desafio para autocarro e condutor surge, contudo, nos últimos sete quilómetros que descem em direção à margem do Sil, onde os passageiros embarcam no cais num catamaran para desfrutarem do panorama sobre as vertentes íngremes da garganta do Sil e sobre os socalcos vinhateiros com 2.000 anos a partir do rio. 

O percurso pela Ribeira Sacra

  • 21,4 quilómetros de extensão
  • Inclinação/declive até 9 por cento
  • 403 metros de altitude em 6,8 quilómetros

A estrada torna-se cada vez mais íngreme e sinuosa. Numa descida de mais de 400 metros de altitude, a LU-903 descreve várias curvas pelas vinhas. Um sinal de trânsito alerta: descida com uma inclinação até nove por cento. Apenas um murete à altura do joelho separa o autocarro do precipício à direita da estrada. As inúmeras curvas são tão apertadas quanto cegas. As nuvens escuras e os bancos de neblina húmida que sobem hoje pelos socalcos de vinha acentuam o dramatismo desta paisagem peculiar, enquanto o nosso autocarro vai descendo até à garganta, curva após curva. Angel, o motorista, já fez este percurso muitas vezes. "Há que conhecer muito bem o trajeto", afirma. Nas estradas e curvas apertadas, que quase não deixam espaço para o autocarro com 12,30 metros de comprimento, é preciso confiar na perícia do condutor e na tecnologia dos travões e do chassis do autocarro. 

esclarece Alfonso Rico, proprietário da Autos Rico, que se encontra hoje também a bordo. "Graças aos novos sistemas de assistência e ao excelente chassis, o Tourismo 15 RHD proporciona segurança e conforto de condução máximos. Acresce ainda o novo cockpit, que vem facilitar ainda mais a operação ao condutor. E com 335 kW (456 CV), o motor OM 470 disponibiliza potência mais que suficiente para superar com mestria as íngremes passagens da margem do rio até aos níveis de altitude da Ribeira Sacra." 

As vinhas que se erguem numa inclinação acentuada de um lado, declives que se abatem quase na perpendicular do outro. Para o condutor não sobram olhares para o fascínio da paisagem. Toda a concentração está posta na estrada. Mas uma vez chegado ao sopé, junto ao rio, a vista deslumbrante pela garganta pictórica recompensa os desafios do trajeto percorrido – embora ciente de que o caminho de regresso pelas íngremes vinhas com inclinações extremas e curvas apertadas não será menos exigente que o percurso que desce até ao vale. 

O percurso pela Ribeira Sacra, uma região vitivinícola espanhola, situada na Galiza, no extremo noroeste de Espanha. 

Sobre a Autos Rico S.L.

A empresa de La Coruña foi fundada em 1930 pelo avô de Alfonso Rico, Antonio Rico García. A empresa tem hoje 39 colaboradores efetivos e uma frota de 39 autocarros, 37 dos quais das marcas Mercedes-Benz e Setra. A atividade principal concentra-se no transporte escolar e nos serviços ocasionais de turismo para empresas, associações e particulares. Para o patrão da empresa, Alfonso Rico, a qualidade, nomeadamente a segurança e o conforto dos passageiros e do condutor, é de uma importância decisiva. Por esse motivo, as ações de formação regulares para condutores são na sua opinião tão óbvias quanto os autocarros que proporcionam níveis máximos de tecnologia em termos de segurança e de conforto de condução.